"A lei é a força colocada a serviço da sociedade para o benefício de todos"
Cesare Beccaria 

 

Defesa do Consumidor, internet e as redes sociais

As redes sociais se tornaram uma importante ferramenta de defesa do consumidor.

Os usuários aproveitam a internet para reclamar do atendimento das empresas e qualidade dos produtos.

Por causa da repercussão, muitas vezes a solução do problema vem rápido.

O procurador Oswaldo Borelli ficou quase cem dias sem geladeira em casa.

E, só depois de muita dor de cabeça, pôde beber água gelada.

Ele passou meses tentando consertar um defeito do produto sem sucesso até que, com a ajuda da filha, decidiu protestar.

Ele levou a geladeira antiga para a porta da casa e gravou um relato da situação.

O que era um desabafo se tornou um fenômeno da internet.

O vídeo que ele publicou começou a ser repassado pelos amigos e rapidamente ganhou força.

Em poucos dias, mais de 130.000 pessoas assistiram ao desabafo.

Consumidores como Oswaldo estão descobrindo que as redes sociais como Facebook, Orkut e Twitter podem ser uma alternativa de protesto contra o mau atendimento de empresas e prestadores de serviço.

Com a velocidade da internet, uma reclamação pode causar um enorme estrago.

Por isso, 20% das grandes empresas brasileiras já monitoram as redes sociais.

Na época em que o boca a boca deu lugar ao clique é fundamental dar uma resposta ao consumidor com agilidade.

No caso de Oswaldo, após o desabafo virtual, a geladeira nova foi entregue em três dias.


Arquivado em: Atendimento ao Consumidor, Brasil, Código de Defesa do Consumidor, Comportamento, Defesa do Consumidor, Direito, Economia, Legislação, Marketing Digital, Publicidade e Marketing, Vídeos
Publicado em 4 de fevereiro de 2011 às 07:02 por José Mesquita

Termos: , , , , , , , , , , , ,

Deixe seu comentário

Publicidade

Mais Visitados

Comentários

Termos

Leituras Recomendadas

Sites Recomendados

Copyright © 2016 Lei & Ordem. Direitos Reservados.

Tech Blue designed by Hive Designs • Ported by Free WordPress Themes