"A lei é a força colocada a serviço da sociedade para o benefício de todos"
Cesare Beccaria 

 

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

Do Palácio Buckingham ao Porto de Santos

Do blog do Wálter Maierovitch
Na terça feira passada escrevi sobre os oitos soldados britânicos pegos em teste antidrogas, com resultados positivos para cocaína e maconha.

Eles faziam parte do batalhão incumbido da guarda do Palácio de Buckingham, residencial da rainha da Inglaterra: confira post abaixo.

A testagem, por força de lei recente, tornou-se obrigatória e virou rotina nas Forças Armadas Britânicas. Aí, começaram a surgir surpresas desagradáveis, que os tablóides britânicos chamam de “tragédias”.

Depois do escândalo com os guardas do palácio da rainha, ontem, pelo tablóide Sun, vazou o resultado de outro teste semanal.

Tal teste foi realizado no Porto de Santos (Brasil-S.Paulo), com os marinheiros do caça-torpedeiro Liverpool , estacionado em cais brasileiro e a caminho das Ilhas Malvinas (Falkland), onde, depois da guerra com a Argentina (1982), é feita uma vigilância permanente.

Foram testados 240 marinheiros e 18, por uso de cocaína, acabaram surpreendidos.

Não se sabe, por enquanto, se a cocaína foi comprada em Santos ou trazida de casa pelos marinheiros. No entanto, uma coisa é certa, a coca (matéria-prima para elaboração do cloridrado de cocaína) é Andina.

Em Londres, a cúpula de comando da Royal Navy ficou embaraçada. Os marinheiros tinham acesso a armamentos potentíssimos de guerra, prontos para serem usados no caso de uma nova aventura nacionalista da Argentina: nos combates navais, aéreos e em terra, morreram 649 argentinos e 258 britânicos.

Os ingleses mandaram para as Malvinas até os gurcas do Nepal, que têm descendência hindu-mongol. Aqueles que carregam facas afiadas entre os dentes e estão entre os melhores guerreiros do planeta.

PANO RÁPIDO. Se a polícia militar vier a apreender na Baixada Santista equipamento da Royal Navy, não poderá desconsiderar a hipótese de troca com cocaína boliviana, encontrada no litoral paulista muito mais do que conchas em praias santistas.

Arquivado em: Alcoolismo e Drogas, Artigos, Comportamento
Publicado em 31 de agosto de 2008 às 08:08 por José Mesquita

Termos: , , , , ,

Deixe seu comentário

Arquivos

Comentários

Artigos Recentes

Leituras Recomendadas

Sites Recomendados

Oferta Imperdível!


Copyright © 2009 Lei & Ordem. All rights reserved.

Tech Blue designed by Hive Designs • Ported by Free WordPress Themes