"A lei é a força colocada a serviço da sociedade para o benefício de todos"
Cesare Beccaria 

 

Espionagem Digital: Chumbo trocado não dói

Espionagem Digital Internet Blog do MesquitaO governo dos EUA acusou, formalmente, há alguns dias, cinco militares chineses, de uma suposta “Unidade 61398”, com sede em Xangai, de atividades de espionagem eletrônica.

Sua finalidade: o “roubo de informações industriais” de empresas norte-americanas, para entrega a concorrentes chineses – principalmente indústrias estatais.

Trinta e uma acusações foram feitas pelo Estado da Pensilvânia contra Wang Dong, Sun Kailiang y Wen Xinyu, por responsabilidade material, e contra Huang Zhenyu e Gu Chunhui, pela manutenção da infraestrutura usada nas operações de infiltração. Eles podem ser condenados à revelia, de dez a quinze anos de prisão.

Entre as empresas e instituições norte-americanas supostamente prejudicadas, citam a Westinghouse, a filial da alemã Solarworld, a U.S. Steel, a Alcoa, a Allegheny Technologies, e a United Steel Workers, que congrega empregados do setor siderúrgico.

Os dados desviados teriam a ver com o desenho de uma usina nuclear; com disputas comerciais com a China, nas áreas de produção de aço e células solares. E também com o roubo de credenciais de acesso de funcionários à empresa Allegheny Technologies.

CINISMO

Em rematado exercício de cinismo – considerando-se a lisura dos Estados Unidos na matéria – John Carlin, o diretor do FBI encarregado da Divisão de Segurança Nacional da instituição, afirmou: “que fique claro, que essa conduta é criminal e que não é a que se espera de uma nação responsável e nem que seja tolerada pela comunidade econômica global”, e, também, que os EUA “não exercem atividades de espionagem em benefício de suas empresas.”

O Sr. Carlin poderia, explicar, então, junto às outras autoridades norte-americanas, encarregadas do caso, em benefício de quem foi espionada a Petrobrás, além do próprio governo brasileiro, e cidadãos de todo o mundo.

Ou responder o que ocorreria, se, em resposta às atividades de espionagem eletrônica em massa das agências norte-americanas de informações, o governo chinês, o brasileiro, e tantos outros, decidissem levar aos tribunais os milhares de funcionários que trabalham espionando para o governo dos Estados Unidos, todos os dias, apenas na NSA.

WINDOWS PROIBIDO

Chumbo trocado não dói. Se os EUA estão preocupados com a espionagem chinesa – embora do ponto de vista moral não tenham nenhuma condição para isso – os chineses agem, também, da mesma forma, ao proibir, como fizeram, também ontem, a utilização do Windows 8 como sistema operacional em computadores de sua administração pública.

Quanto aos acusados, a China já disse que não vai extraditar os seus soldados. E declarou que vai romper, a partir de agora, a tênue cooperação que tinha, com os Estados Unidos, no campo da segurança cibernética.
Mauro Santayana/Tribuna da Imprensa

Arquivado em: Crackers, Guerra CIbernética, Hackers, Privacidade, Tecnologia da Informação
Publicado em 31 de maio de 2014 às 18:05 por José Mesquita

Termos: , , , , , ,

Deixe seu comentário

Publicidade

Mais Visitados

Comentários

Termos

Leituras Recomendadas

Sites Recomendados

Copyright © 2017 Lei & Ordem. Direitos Reservados.

Tech Blue designed by Hive Designs • Ported by Free WordPress Themes